Software Mata Nativa

Mata Nativa Blog

Home

Os Resultados do Mata Nativa São Confiáveis?

Em 16 de maio de 2024

Em um mundo onde a preservação e o gerenciamento eficiente das florestas se tornam cada vez mais cruciais, a Ciência Florestal assume um papel de destaque na busca por soluções sustentáveis e tecnológicas. Assim como outros ramos das ciências ambientais, o setor florestal tem desenvolvido cada vez mais tecnologias para facilitar o gerenciamento das florestas. Nesse contexto, o Software Mata Nativa tem colaborado com o setor florestal nos últimos anos, otimizando o ordenamento e processamento de dados de inventário florestal, para as mais diversas finalidades.

Nessa jornada, o aprimoramento contínuo é fundamental para garantir que essa ferramenta seja sempre uma aliada dos profissionais na busca do melhor desempenho das atividades florestais. Portanto, a parceria entre a Cientec Ambiental e a Universidade Federal de Viçosa (UFV) tem um papel fundamental, trazendo inovação e tecnologia para o âmbito do levantamento e processamento de dados do inventário florestal, desde a criação do software Mata Nativa, até os dias atuais, com suas constantes atualizações. Mas, você deve estar se perguntando: Os resultados do Mata Nativa são confiáveis?

Sim. São. E agora vamos te explicar um pouco de como temos feito melhorias na qualidade do processamento do software, explicando sobre as melhorias nos resultados do Mata Nativa juntamente com nossos parceiros.

$

Parceria Consolidada

O desenvolvimento do software Mata Nativa se deu a partir da colaboração entre a Cientec Ambiental e a Universidade Federal de Viçosa. Tal junção de esforços é antiga e foi iniciada com o intuito de desenvolver a primeira versão de uma ferramenta computacional que fosse capaz de processar e gerar os resultados necessários para avaliação de inventários florestais de florestas nativas. Primeiramente, este processo envolveu uma equipe composta por professores, engenheiros florestais e pós-graduandos em Ciência Florestal. Mas em segundo plano, capitou as habilidades de diversos outros profissionais ligados a áreas como design e programação, que contribuíram com a melhoria da ferramenta em diferentes facetas de sua usabilidade. Em suma, o foco desse projeto é fornecer uma ferramenta eficaz para o profissional que trabalha com inventário florestal.

A parceria firmada promoveu a criação e traz, rotineiramente, processos de validação e aperfeiçoamento contínuos do software Mata Nativa. Esse processo reflete o compromisso com a precisão, a análise rigorosa dos dados florestais, o desenvolvimento de software de qualidade e a melhoria contínua nos resultados do Mata Nativa em resposta às necessidades dos usuários.

Quais as principais funcionalidades do software?

O software Mata Nativa oferece diversas funcionalidades para processar e calcular inventário florestal. A equipe de desenvolvimento se preocupa em estruturá-lo em uma interface muito intuitiva e simples, que diversos públicos podem facilmente utilizar. O software realiza esses cálculos para diversas metodologias de amostragem de dados florestais em florestas nativas, como amostragem casual simples, sistemática, estratificada, em conglomerados, censo, entre outras.

Quando uma metodologia de amostragem é selecionada e os dados da comunidade florestal que se pretende avaliar são inseridos, todos os cálculos necessários são realizados em segundo plano de maneira automatizada, e o Mata Nativa apresenta os resultados prontamente ao usuário. Os principais cálculos realizados incluem diversidade, similaridade, precisão e volumetria. Embora esses cálculos possam ser feitos em outros softwares, o Mata Nativa automatiza o processo, e toda a estrutura de cálculo foi supervisionada por uma equipe de engenheiros florestais e programadores. Isso garante que o processamento apresente resultados de altíssima qualidade, pois a automação reduz a possibilidade de erros que poderiam ocorrer em cálculos manuais.

Como o Mata Nativa evolui?

O processo de criação e melhoria de toda e qualquer ferramenta informatiza envolve a sua validação. Certamente, com o software Mata Nativa não seria diferente.

Na busca por uma compreensão aprofundada dos ecossistemas florestais, a análise de dados é uma etapa indispensável. A saber, o Mata Nativa abraça essa necessidade, incorporando metodologias estatísticas para dar significado aos dados coletados. Como resultado, a nova versão não apenas valida as fórmulas e cálculos, mas também oferece análises estatísticas avançadas. Portanto, essa ferramenta, além de facilitar a interpretação dos dados, também capacita os profissionais florestais a tomar decisões bem embasadas.

Como deixamos os resultados do Mata Nativa ainda mais confiáveis?

Desde sua criação, o software vem passando por inúmeros processos de melhoria, seja relacionados à layout, cálculos ou apresentação dos resultados. Logo, essas melhorias necessitam de uma equipe mista e multidisciplinar para acontecerem. Formada pela parceria Cientec-UFV, a equipe realizou inúmeros e repetidos testes, a fim de assegurar a integridade e credibilidade dos cálculos de inventário florestal para as mais diversas metodologias de amostragem. Esse processo pode ser denominado de “validação”, e pode ser entendido como uma etapa onde se comprova a validade, a correção ou concordância dos padrões dos dados introduzidose o processamento deles por sistema de computador.

A validação dos cálculos e resultados do Mata Nativa

Durante o processo de validação metodológica do Mata Nativa verificamos todos os cálculos passo a passo com o uso de planilhas eletrônicas. Em síntese, nessa etapa utilizamos bancos de dados de diversas áreas florestais, coletados a partir de pesquisa envolvendo comunidades florestais. Essas comunidades possuem características distintas, e bem conhecidas pela equipe responsável pela validação. Os dados foram processados planilhas eletrônicas padrão e replicados no software Mata Nativa. Portanto, os resultados dos cálculos em ambas as plataformas foram comparados. As eventuais discrepâncias encontradas foram investigadas a fundo por profissionais da área florestal, de estatística e de programação. Adicionalmente, utilizamos feedbacks de usuários do software para embasar melhorias de pontos específicos de melhoria da usabilidade.

Finalmente, incorporamos as melhorias resultandes dessa investigação detalhada e embasada na literatura científica mais atualizada. Portanto, garantindo que a nova versão do software, além de precisa e confiável, esteja atualizada com os avanços científicos do inventário florestal de florestas nativas. A implementação dessa validação só foi possível porque o Mata Nativa foi melhorado sob a base sólida da sinergia conhecimento técnico, experiência prática e a inovação tecnológica.

Tornando a ferramententa mais intuitiva

Por trás da interface intuitiva do Mata Nativa reside um complexo processo de desenvolvimento de software. A equipe da Cientec Ambiental, com expertise em programação, traduziu as necessidades da Ciência Florestal em um código eficiente e funcional. No entanto, a evolução é um processo constante e necessário. A Cientec Ambiental reconhece essa realidade, incorporando um ciclo de melhoria contínua. As sugestões e feedback dos usuários desempenham um papel vital nesse processo. A equipe da UFV, com base nos conhecimentos acadêmicos e experiência prática em campo, trouxe insights sobre as demandas reais dos profissionais florestais. A Cientec Ambiental, por sua vez, traduziu esses insights em melhorias tangíveis na interface, usabilidade e funcionalidade do software. A colaboração ativa com os usuários assegura que o software Mata Nativa seja uma ferramenta que atenda efetivamente às suas necessidades em constante evolução.

Melhorias baseadas no feedback dos usuários

O Mata Nativa possui um layout organizado e de fácil compreensão, apresentando termos técnicos precisos e atualizados de acordo com a literaturas relevantes e atuais. Para garantir a qualidade desses atributos, cada membro da equipe da UFV conduziu uma avaliação individual, buscando abranger diversas perspectivas de usuários. Após essa avaliação, a equipe se reuniu para discutir e compilar os pontos fortes, áreas de melhoria e sugestões de aprimoramento. Esses comentários foram então encaminhados à equipe de desenvolvimento do Mata Nativa.

Nesta etapa, as melhorias estão focadas no layout do software e na terminologia técnica utilizada para o processamento de inventário florestal. Tudo para que seus usuários possam ter agilidade durante o uso, além de acertividade na interpretação dos resultados, e que estes possuam um linguajar de acordo com o encontrado na literatura e legislação.

Como resultado desse processo, implementamos melhorias que possibilitam uma utilização mais fácil e ágil do software, mesmo por usuários sem experiência prévia. Além disso, os campos de FAQ (perguntas frequentes), ajuda ao usuário e tutoriais foram aprimorados para fornecer suporte abrangente e esclarecer dúvidas eventuais dos usuários. Essa inclusão de recursos adicionais garante que os usuários tenham assistência sempre que necessário, elevando o Mata Nativa de um simples software para uma experiência completa de análise e gerenciamento florestal, centrada no usuário.

Usabilidade e aplicabilidade:

A experiência do usuário é a pedra angular de qualquer software de sucesso. A interface do Mata Nativa não se limita à exibição de números e resultados. Isso significa que ela é projetada para contar uma história compreensível e significativa. Portanto, a acessibilidade é uma prioridade, permitindo que tanto especialistas quanto não especialistas naveguem intuitivamente pelo software.

Nossa ferramenta representa uma grande facilidade no processamento de dados e execução de cálculos de inventário florestal, sendo uma grande aliada dos profissionais da área. A validação metodológica, de layout e termos técnicos sempre foram componentes das versões anteriores do Mata Nativa. Entretanto, implementamos novas funcionalidades à nova versão do software. A percepção da equipe responsável sobre a necessidade de implementar novas funcionalidades, se baseou na premissa de oferecer ao usuário liberdade e recursos de verificação e edição do banco de dados diretamente na plataforma do Mata Nativa. Em sintese, tornando o software independente e dispensando a necessidade de uso de qualquer outra ferramenta eletrônica.

O que todas essas análises permitem inferir?

A colaboração bem-sucedida entre a Cientec Ambiental e a UFV resultou em uma versão aprimorada do software Mata Nativa. Principalmente em termos de precisão, usabilidade e confiabilidade. As melhorias implementadas nessa versão do software demonstram que a busca pela melhoria contínua garante a qualidade das ferramentas usadas em pesquisas e práticas florestais.

A colaboração entre a Cientec Ambiental e a UFV materializou-se no software Mata Nativa aprimorado. Uma jornada que abraça a validação rigorosa, a análise estatística, o desenvolvimento de software de alta qualidade e a melhoria contínua está transformando a forma como lidamos com nossos recursos naturais. Em conclusão, a busca pela excelência na Ciência Florestal é um compromisso fundamental que se ressoa fortemente nesta parceria, resultando em uma constante melhoria da precisão, acessibilidade e utilidade do Mata Nativa. À medida que avançamos, continuamos a moldar o futuro sustentável das florestas. Com a parceria entre Cientec Ambiental e UFV, o novo software Mata Nativa não é apenas um instrumento; é uma promessa de melhor gerenciamento, preservação e compreensão das nossas florestas.

Tags:

Compartilhe:

Nos conte o que achou:

Veja também:

Siga o Mata Nativa

Autor(a)

Engenheira Florestal, mestre e doutoranda em Ciência Florestal, na Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência na área de Avaliação de Impactos ambientais, Estudos de Impacto Ambiental, Recuperação de Áreas Degradadas, Manejo e Mensuração de Florestas Inequiâneas. Pesquisa sobre o manejo da fertilidade e resiliência de florestas naturais com foco na interação solo-planta-atmosfera.
plugins premium WordPress